Novo i30 com motor 1.8 melhora, mas pouco

24 02 2014

i30

A primeira geração do Hyundai i30 foi um fenômeno de vendas no mercado brasileiro. O carro, importado da distante Coréia do Sul, chegou a ser o líder na categoria dos hatches médios no Brasil, superando concorrentes nacionais como o VW Golf e Fiat Stilo, ou fabricados em países mais próximos, como os argentinos Ford Focus e Peugeot 307. O modelo coreano, porém, sofreu um duro golpe com o aumento do IPI para veículos importados em 2011 e desde então seu desempenho de vendas nunca mais foi o mesmo.

A segunda geração do i30 chegou ao Brasil em 2012 disposta a recuperar o tempo perdido, oferecendo bons itens e um design externo e interno interessantes. A CAOA, representante da Hyundai no mercado nacional, porém, errou feio em um ponto: trouxe o carro apenas na versão com o fraco motor 1.6 flex de 128 cv, o mesmo usado no compacto HB20. E, como não poderia ser diferente, o carro decepcionou os clientes do modelo anterior e vendeu muito pouco. E pior, a marca demorou para reagir ao erro.

A solução chegou apenas neste ano e a Hyundai fez o que era necessário: trocou o motor do i30, que agora é vendido somente com bloco 1.8 16V a gasolina capaz de gerar 150 cv e câmbio automático de 6 marchas. Problema resolvido? Nem tanto.

Onde está a potência extra?

O i30 com motor 1.8 tem 22 cv a mais que o 1.6 (usando etanol), mas o desempenho do carro ainda deixa a desejar, embora o novo número de potência sugira o contrário. É um daqueles carros que, ao pisar fundo no acelerador, faz um barulho alto, mas a resposta é fraca. Parece que o veículo está amarrado a um peso. O torque máximo de 18,2 kgfm surge apenas a partir de 4.700 rpm, enquanto o pico da cavalaria aparece nos 6.500 rpm. São regimes muito exigentes, que além de prejudicarem a performance também fazem o automóvel consumir mais gasolina. E ele ainda deixou de ser flex…

A transmissão automática, por outro lado, funciona bem, com trocas suaves e obedientes no modo sequencial, que é operado na alavanca. Outra parte que agrada pelo conforto é a direção com assistência elétrica e variável de acordo com os modos “Comfort”, “Normal” e “Sport”, alternando entre movimentos leves ou então mais pesados, o que é melhor para tornar a direção mais direta e segura na estrada.

Na parte de suspensão, o novo i30 não vai mal, mas poderia ser melhor. Em tempos de suspensão independente multilink na traseira (os novos Golf e Focus são assim), que torna o carro mais confortável e estável, a Hyundai optou por manter a configuração com eixo de torção, uma concepção já antiquada nesse segmento, que inspira sofisticação. Já os freios atuam com muita firmeza, graças a presença de discos nas quatro rodas – o novo Focus, por exemplo, ainda usa o sistema de tambores na traseira nas versões de entrada.

Preço alto, carro pelado

Para levar clientes interessados no i30 até as lojas, a Hyundai divulga um preço que até pode parecer competitivo na categoria, mas a segunda parte da história traz uma decepção. O modelo anunciado por R$ 71.900 é talvez um dos carros mais “pelados” desse segmento e a versão completa tem um preço assustador: R$ 87.000 e se for na cor branca o valor sobe mais R$ 5.000, segundo um concessionário consultado. Portanto, é um carro médio coreano que pode chegar a custar incríveis R$ 92.000. Há opções mais interessantes por menos.

O hatch na versão top tem uma coleção de itens: teto solar panorâmico, 7 airbags, controle eletrônico de estabilidade, central multimídia com GPS, faróis de xenônio, bancos de couro, entre outros. E são esses equipamentos que tornam o novo i30 um carro interessante. Sem eles, ele é um hatch de desempenho fraco, caro e pouco equipado. Quem sabe a CAOA não decida produzi-lo no Brasil e, assim, deixar de pagar 30% a mais de IPI. Aí o i30 poderia voltar aos velhos tempos.

Anúncios

Ações

Information

Deixar um Comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: