Renault mostra, enfim, sua versão do novo Duster

28 11 2013

Renault_52162_global_en_290_193

SUV muda bem pouco em relação ao já apresentado perla romena Dacia; para o Brasil atualização deve chegar em 2015

O Duster, jipinho da Renault estreou no Brasil em 2011 e teve uma aceitação tão boa que nem mesmo a montadora previa. A marca francesa, todavia, acaba de apresentar na Europa a versão atualizada do crossover derivado da família Logan, que ganhou melhorias por dentro e por fora e aumentou a lista de equipamentos.

As principais mudanças do SUV concentram-se na dianteira, que recebeu grade em estilo colmeia com duas barras cromadas e faróis duplos redesenhados com luzes diurnas de LEDs. Os faróis foram inspirados no conceito DCross, apresentado no último salão de Salão do Automóvel de São Paulo, em 2012, já a grade é o principal ponto que o diferencia da versão apresentada pela Dacia (divisão romena da Renault) no ultimo Salão de Frankfurt.

A parte traseira apresenta mudanças mais sutis como detalhes cromados no escape e lanternas redesenhadas. Para compor o visual de utilitário esportivo, o modelo adotou um rack mais robusto no teto – que leva o nome do carro -, novas rodas de liga leve de 16 polegadas e pneus mistos. Já o interior parece um pouco mais caprichado, com o painel de instrumentos em três nichos (para conta-giros, velocímetro e computador de bordo), assentos e forros de porta reestilizados. O volante tem o mesmo design da versão que é vendida por aqui atualmente, mas ganhou comandos do radio. Em suma, o conjunto ficou visualmente bem mais agradável.

De acordo com a marca, embora o modelo mantenha as proporções originais, a vida a bordo está mais confortável. O porta-malas manteve a capacidade de 475 litros (1.636 litros com o banco traseiro rebatido). O fabricante ainda afirma que a acústica foi melhorada, eliminando boa parte dos ruídos na cabine.

Quanto aos equipamentos, agora o modelo conta com quatro airbags, há controlador de cruzeiro com limitador de velocidade, assistente de estacionamento e a nova central multimídia Media Nav, grande parte desses itens opcionais.

Quanto às motorizações, na Europa, o novo Duster foi equipado com um motor 1.6 16V de 105 cv a gasolina, equipado com transmissão de manual de seis velocidade para a versão 4×4 e manual de cinco velocidades para a versão 4×2. Além disso, há duas opções a diesel.

E no Brasil?

Por aqui, o Duster vende bem, especialmente por conta do conjunto: preço + porte avantajado. Por isso, a marca francesa acredita que não seja hora do jipinho receber qualquer modificação no País, o que deve ficar apenas para 2015 (diferentemente de seu irmão Sandero, que terá uma nova geração no Brasil já em 2014).

O SUV é fabricado no Brasil desde outubro de 2011 e abastece o mercado nacional e argentino – os demais mercados da América Latina são de responsabilidade da planta da Colômbia. Por aqui, o novo Duster deve ser equipado com motor bicombustível, seguindo a linha das versões atuais. No entanto, a marca afirma que outras especificações do modelo que será vendido no Brasil ainda estão sendo desenvolvidas pelo centro Renault de design e tecnologia da América Latina. Vamos esperar para ver o que virá por aí


Ações

Information

Deixar um Comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: