Novo Golf vai custar R$ 70 mil no Brasil

7 09 2013

new_vw_golf_vii_paris_002_290_193.

Sétima geração do hatch médio da VW chega ao Brasil em outubro com status de opção mais moderna da categoria; versão esportiva GTI vai custar R$ 100 mil

A tão esperada sétima geração do Volkswagen Golf está chegando ao Brasil para substituir a linha atual, parada na quarta geração. O hatch médio já é capa das principais revistas de automóveis do Brasil, que anunciam sua para outubro com preços começando na casa dos R$ 70 mil na versão de entrada Highline com câmbio manual. Não só isso, a VW também vai trazer a série esportiva GTI por cerca de R$ 100 mil.

O Golf VII, pelo que trará de série, chegará ao mercado como o produto mais avançado do segmento em praticamente todas as frentes.

As versões “comportadas” do novo Golf vêm equipadas com o “motorzinho” 1.4 TSI. Mas não se engane pelo tamanho, esse motor conta com sistema de injeção direta de gasolina e turbo. Com esses recursos ele gera 140 cv e 25,5 kgfm de torque máxima, números compatíveis ou até superiores ao de concorrentes com motor 2.0 aspirado.

Esse motor poderá ser associado a um câmbio manual de 6 marchas ou então com transmissão semi-automática DSG de 7 marchas e dupla embreagem, que é considerado uma das melhores caixas de marcha da atualidade.

Segundo dados da VW da Alemanha, o Golf VII com motor 1.4 TSI acelera do 0 até os 100 km/h em 8,5 segundos e pode atingir 212 km/h de velocidade máxima. Mas o número que mais chama a atenção é o de consumo de combustível: a marca divulga que o modelo roda em média 21,2 km por litro de gasolina consumido. Tal desempenho é comparável ao de um automóvel nacional compacto com motor 1.0.

Já o novo Golf GTI vem com motor 2.0 TSI (também turbo e com sistema de injeção especial) de 220 cv e 36 kgfm de torque máximo. O câmbio é DSG de 7 marchas. De acordo com a marca, o modelo nessa configuração cumpre o 0 a 100 km/h em 6,4 s e alcança 250 km/h de velocidade máxima (Limitados eletronicamente).

A primeira fase de vendas do modelo no Brasil será com unidades fabricadas em Wolfsburg, na Alemanha. Por conta dessa logística e também por limitações de cotas de importação do Inovar Auto, o volume do carro destinado ao Brasil deverá ser apenas modesto. Essa situação aliada ao fator novidade do produto certamente vão gerar grandes filas de espera pelo Golf VII quando ele desembarcar no País.

Em um segundo momento, é esperado que o modelo seja nacionalizado, o que poderá diminuir o tempo de espera pelo carro. A fábrica da VW em São José dos Pinhais (PR), que produz o Golf nacional atual, é a mais cotada para receber a linha de montagem do Golf VII. Essa mesma unidade também é a preferida para abrigar novamente a produção do Audi A3, desta vez na terceira geração – a planta da Volks no PR produziu o primeiro A3 entre 1999 e 2006.


Ações

Information

Deixar um Comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: